Poema de uma canção

” Eram tristes palavras,

palavras essas que embalavam a minha alma

Corroendo os ossos

Levando a calma

Palavras que tiravam o sono

E que despertavam os sonhos

Sonho esses que se perderam

Não sei por onde beiram

talvez na loucura onde me perde

Onde me rende a sua melodia

triste e caprichosa.

Eram letras, que formavam palavras,

palavras de uma canção que formavam

Uma melodia

que todos os dias levava meu coração a loucura

E meu amor a uma escura terra de desespero e solidão

Solidão essa que me roubou a alma e o respirar

Fez de mim uma casca vazia ao te admirar

todas as noites a toca

aquele velho piano e a canção a me embalar

Como uma sombra a vagar em um mundo sombrio a te amar.

Esse mundo cheio de criaturas fantásticas que só a imaginação pode captar.

Venha meu doce anjo com suas asas brancas a me levar,

Venha minha outra metade me salvar

E em minha realidade morar. ”

Mary Cast

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s